terça-feira, 1 de junho de 2010

Eu era a melhor mãe do mundo , até ter um filho...

Eu era uma boa mãe , até eu me tornar uma  !
Como é difícil educar uma criança , cuidar é relativamente fácil , mas a coisa muda de figura quando o assunto é educar .Tô levando o maior  baile da Samantha , e essa música eu não sei dançar ! Ando tropeçando nos mesmo erros que muitas mães cometem e que eu já havia  condenado  observado ,mesmo antes de ficar grávida .
Pois bem eu era o tipo de tia que ficava com 5 sobrinhos ao mesmo tempo sem me estressar e os monstrinhos arrastavam um bonde pra ficarem na minha companhia . Não pensem que era permissiva, não, comigo era linha dura ,porém , combinada com doçura e atenção , brincava e também ralhava com eles , os pais sempre boquiabertos vendo seus bruguelos me obedecerem na boa !
Com a Samy o buraco é mais ,embora ela não seja uma criança difícil de lidar , sinto muita dificuldade em fazê-la me obedecer prontamente .Bastou uma gripe mais forte e todo esquema e rotina foram pro ralo , o desmame desandou , a guria voltou a acoradr no meio da noite várias vezes sempre requisitando minha presença , pra ela dormir embaixo da cama tá muito bom desde que eu esteja junto , a menina tá um grude só quer dormir junto comigo não importa onde, no meu quarto ou no dela, tanto faz , a minha presença é que vale . Daí que pus em prática um novo esquema pra ensiná-la a dormir sozinha ( o que merece um post à parte) tá funcionando , mas no começo foram noites infernais , intermináveis ... depois descrevo bem o que aconteceu e os resultados obtidos . Retomei o desmame novamente , sem dramas , muito chorôrô à princípio mas tô quase lá .
Quando me vi grávida achei que ia abafar (cof,cof) , tava pensando que ia receber o Troféu Mãe do Ano kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Fiz pesquisas , muito bem informada sobre universo infantil e e muitos blás blás .
Que tolice ! Ser mãe é mais fácil na teoria do que na prática ..me ferrei de verde e amarelo( rsrsrsrsrsr). Com os sobrinhos e com os filhos dos outros é mais fácil , não tem aquele peso da resposabilidade integral ( 24 horas por dia ) penso na minha filha o tempo todo , raro são os cinco minutos que desligo e esqueço dela ...
Ser mãe não é um fardo , é  como comer chocolate com pimenta  , doce porém arde ...
E aí mamães blogueiras pensaram que iam ganhar o troféu mãe do ano que nem eu ?Ou ficaram apavoradas e acham que até que não tão se saindo tão mal ? Escrevam aí vai  , deixem seus comentários !

5 comentários:

Maria Luiza, minha vida!!! disse...

Me sinto exatamente assim como vc!! Mas graças a Deus dei muita sorte no sentido "filho tranquilo". A Malu sempre foi muito tranquilinha e até hj não é aquela criança de aprontar todas ou de desobedecer, responder, etc... Sempre teve uma rotininha bem afinadinha...porém amiga, quando ela ficava doentinha, ou estava pra colocar dente, TUDO desandava e daí eu me sentia exatamente como seu relato acima...Mas bastava passar a fase de doencinha ou dentes pra ela voltar ao normal!
De repente a Samantha está passando por uma fase dessa tb, ou quem sabe a fase dos famosos saltos de desenvolvimento.
Forças aí!
Grande beijo!

Diva Moms disse...

Ah!!! Que mãe não se sente assim??? Acho que apenas as que não nasceram com instinto materno, e acontece, hein...
A única coisa disso tudo que não suporto, são os pitacos alheios, e geralmente de quem não tem filho. Costumo dizer que tudo muda depois que temos os nossos, pq educar o filho dos outros e mole. Falo isso, pq dentro da minha família já tive muitos estresses (cunhadas, primas e etc...). E sempre digo, é melhor esperar para educar os seus, e deixa que faço isso com o meu. Claro que não falo isso por qqr bobagem, mas tem coisas que simplesmente não conseguimos tolerar. Quando eu vejo uma bronquinha produtiva, nem ligo, meu filho precisa mesmo saber os seus limites, mas não posso reclamar dele nesse ponto. Mas quando vejo algo descomunal, tipo: qqr criança faria a mesma coisa e lava uma sermão daqueles, como se a pessoa a passar o sermão fosse a mais experiente do mundo...ahhhhhhh! Ai mexe na minha ferida, precisamos sim falar, conversar e até dar broncas, desde que seja com propriedade. Por isso meu lema é e sempre será: "Educar o filho dos outros é mole, espere até saber o que é educar o seu".

Desculpe o texto....rs! Mas achei seu post demais e aproveitei para desabafar.

Bjinhos e fique tranq que aos pouquinhos vc pega sua pequenininha de jeito,

Juliana disse...

Ahhhhh!!!
Esse post poderia ser meu!!!rsrsrsrsrs
Estamos enfrentando coisas identicas, isso acontece com a gente né:..rsrs..tirando a parte do desmame e desfralde, a Clara tá igual e nós duas estamos iguais..sem cabelo né..srsrs
Vamos continuar firmes amiga..um dia elas param de nos testar!
Beijocas!
Ju e CLara

Mãe 24hs disse...

Também passei por tudo isso! Ninguém nunca tinha me falado como era difícil ser mãe... Não há manual de instruções... Mas mesmo assim é maravilhoso!
Beijos
Gisa

Anônimo disse...

Adorei o seu blog...encontrei por acaso!! Mas com disse uma outra mãe ...isso poderia ter sido escrito por mim tb...rsrs
Sempre falo que minhas teorias, antes de ser mãe, de como educar e cuidar e fazer as coisas com crianças, cairam por terra ao pegar filho no colo!!!
Bjs
Michelli

 

Eternamente Mãe | Desenvolvido por EMPORIUM DIGITAL