segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

O seguinte e-mail anda circulando pela internet , eu mesma já o recebi diversas veses :

Assunto importantíssimo para as mulheres que usam absorventes . Por favor, leia e repasse a todas as pessoas.ABSORVENTE
Leia com atenção o rótulo do absorvente interno que você for comprar da próxima vez, e veja se você encontra alguns dos itens listados neste e-mail. Não sabemos quantas mulheres no mundo sofrem de câncer cervical a tumores...
Você já ouviu falar que os fabricantes de absorventes internos usam asbestos na fabricação de absorventes?
Por que eles fariam isto? Porque asbestos fazem você sangrar mais; se você sangra mais, logo vai precisar de mais absorventes. Por que isto não vai contra a lei, visto que asbestos são tão perigosos?
Porque os poderosos, com toda sua "sabedoria", não consideram os absorventes internos como produtos alimentares e, portanto, não os consideram ilegais ou perigosos.
Na revista mensal ESSENCE há um pequeno artigo sobre isto e eles mencionam dois fabricantes de absorventes alternativos de algodão.
Essas companhias são: Organic Essential @1(800)765 6491 e Terra Femme @(800) 755 0212. Uma mulher que tem seu P.H.D na Universidade do Colorado/EUA, Boulder, escreveu o seguinte:
"Eu estou escrevendo isto porque as mulheres não são informadas sobre o perigo de alguns absorventes, algo que a maioria de nós utiliza.
Eu estou dando aulas neste mês e eu tenho estudado muito sobre biologia e sobre a mulher, já que muito absorventes internos são realmente perigosos (por essa razão, ao discutirmos o assunto em classe, a maioria das mulheres ficou realmente brava e revoltada com os fabricantes de absorventes), eu mesma decidi começar a fazer alguma coisa sobre isto.
Para começar, eu vou informar todas as mulheres que puder e enviar e-mails rapidamente para todas que eu conheço".
Ou seja, absorventes internos contêm duas substâncias potencialmente perigosas: rayon (para absorver), e disxido (um produto químico usado para provocar sangramentos).
O problema é que a dioxina produzida neste processo de sangramento pode trazer sérios problemas para as mulheres.
Dioxina é potencialmente cancerígeno (câncer associado), é tóxico para o sistema imunológico e reprodutivo. Também está associado à endometriose e à diminuição da contagem de esperma para os homens. Ele quebra o sistema imunológico de ambos os sexos.
Em setembro último o EPA, Agência de Proteção ao Meio Ambiente, informou que é realmente inaceitável o nível de exposição da dioxina acumulada e a demora para desintegrar-se na natureza.
O perigo real vem do contato repetitivo. De Karem Couppers: "Tampe as indústrias de Tampax". O rayon e a dioxina contribuem para o perigo dos absorventes. Quando as fibras do absorvente são introduzidas na vagina (como normalmente ocorre),ele cria um campo adequado para a dioxina, que permanece um tempo mais longo que um simples algodão.
Esta é também a razão pela qual a TSS(Síndrome do Choque Tóxico) ocorre. Quais são as alternativas? Usar produtos para higiene feminina que não provocam sangramento e que sejam também de algodão. Outros produtos para higiene feminina (absorventes externos), contém dioxina, porém não são tão perigosos, pois não ficam em contato direto com a vagina.
Os absorventes externos precisam segurar o sangramento, mas obviamente, os internos são muito mais perigosos. O que você pode fazer se você não pode deixar de usar absorventes internos? Use absorventes internos 100% algodão, e que não provocam sangramento. Infelizmente, poucas indústrias no mundo têm procurado produzir absorventes seguros (Sumga, Alemanha, Inglaterra,etc.),enquanto que osEUA insistem em não divulgar este assunto.
Em 1989 ativistas na Inglaterra fizeram uma campanha contra sangramento provocado. Após seis semanas e 50.000 cartas, os fabricantes de produtos para higiene substituíram os produtos maléficos por oxigênio (um dos métodos verdes à disposição, conforme informações da MS magazine, maio/junho 1995.
O que fazer agora? Diga ao povo, a cada um, informe-os. Nós estamos sendo manipulados por estas indústrias e pelo governo! Vamos fazer alguma coisa sobre isto!
Por favor, escreva às indústrias Tampax (Tambrands), Playtex, OB, e outros. Ligue para os números de atendimento ao consumidor das embalagens. Faça-os saber que nós exigimos produtos seguros -TODOS OS ABSORVENTES EM ALGODÃO!

Agora note o que diz o seguinte a artigo , contradizendo a denúncia acima :

Sua Saúde - Mulher
Absorvente e sexo podem evitar endometriose


Busca
Busque outras notícias no Terra:


Estudo, cujos resultados surpreenderam os pesquisadores, sugere que as mulheres que usam absorventes internos ou fazem sexo durante a menstruação teriam menos propensão de desenvolver endometriose. A pesquisa realizada com mulheres com e sem endometriose mostrou que aquelas que usavam exclusivamente absorventes internos eram menos propensas a ter a doença. Os resultados foram similares entre mulheres que mantinham relações sexuais pelo menos às vezes durante o período menstrual.
Contudo, as descobertas apenas estabelecem uma associação entre esses comportamentos e o baixo risco de endometriose, em vez de provar que o uso de absorventes internos e sexo na menstruação podem evitar a doença. "Pode-se dizer que... (as descobertas) abrem a porta para estudos futuros", disse o médico Harvey J. Kliman, da Universidade de Yale, em New Haven, Connecticut (EUA).
Kliman, o autor sênior da pesquisa, disse à Reuters Health que as descobertas de sua equipe eram "bastante surpreendentes", levando em conta o que os pesquisadores sabem sobre o desenvolvimento da endometriose. A endometriose ocorre quando o tecido que reveste o útero (o endométrio) é encontrado fora do órgão - geralmente nos ovários e nas trompas de Falópio e quase sempre fica na região pélvica. Normalmente, o endométrio se rompe e mensalmente é eliminado durante o período menstrual.
Mas o tecido endometrial na superfície externa do útero não tem saída e a área ao redor pode ficar inflamada e inchada, frequentemente causando dor. Especialistas acreditam que o refluxo do fluido menstrual - condição chamada menstruação retrógrada - contribui para a enfermidade. Qualquer coisa que intensificar esse fluxo, incluindo absorvente interno e sexo, poderia aumentar o risco de endometriose. Com o novo estudo, Kliman declarou que "estávamos absolutamente convencidos de que sexo durante a menstruação seria algo ruim".
Mas na pesquisa, realizada com mais de 2 mil mulheres, os cientistas verificaram o contrário. Ao perguntar às participantes sobre a atividade sexual, as mulheres com endometriose foram menos propensas a responder que faziam "às vezes" ou "com frequência" durante a menstruação, comparadas àquelas sem a condição. Elas também tendiam mais a "nunca" ou "raramente" fazer sexo nesse período, segundo os resultados publicados na edição de junho da revista Gynecologic and Obstetrical Investigation. A mesma situação foi observada quando as mulheres foram questionadas especificamente sobre orgasmo durante o ato sexual.
Os autores sugerem que ter um orgasmo na menstruação pode proteger contra a endometriose ao intensificar as contrações uterinas que expelem o fluxo menstrual. Em relação ao uso de absorventes internos, conhecidos como tampões, poucas mulheres com endometriose relataram usar exclusivamente esse tipo de absorvente atualmente e no passado- menos de 12 por cento, comparadas aos 21 por cento das mulheres saudáveis. As que usavam os absorventes convencionais tinham mais que o dobro do risco de endometriose, mostrou o estudo.
A indicação de um efeito protetor dos absorventes internos "realmente nos surpreendeu", afirmou Kliman. Ele ressaltou, como explicação para essa ligação, que os absorventes internos podem ajudar a puxar os "resquícios" durante a menstruação, em vez de obstruir sua saída. Contudo, se os absorventes internos podem evitar a endometriose ainda não está claro. Além disso, o estudo se baseou na lembrança da mulher de seu histórico menstrual e sexual. E como os sintomas da endometriose incluem relação sexual e menstruação dolorosos, as aquelas com a condição podem evitar as relações sexuais durante a menstruação.
Mesmo assim, Kliman apontou que a pesquisa perguntou às mulheres sobre seu comportamento ao longo dos anos reprodutivos. Além do efeito protetor, Kliman afirmou que as descobertas devem ajudar a "livrar-se do medo" de que os absorventes internos contribuem para a doença. Ele disse que alguns especulavam que esse tipo de absorvente - que até a metade da década de 80 continha dioxina - pode promover a endometriose. "Isso (estudo) me faz pensar que os absorventes internos certamente não levam à endometriose", destacou o pesquisador. "Acredito que posso dizer com certeza."

Vamos acreditar em quem , ou , no quê ? Tenho endometriose , mas nunca usei absorvente interno ! Faço bastante"amor" (tô até com vergonha de dizer) mas não durante a menstruação (que nojo!) e continuo com endometriose do mesmo jeito .
Porque será que os especialistas e ou médicos sentem vergonha de dizer simplesmente : "não sei " , é aquela velha história você vai no médico , aí ele não sabe o que você tem , mas , ao invés de dizer que não sabe manda você tomar soro na veia e diz que você tá com virose ...aliás tudo é virose kkkkkkkkkkkk

2 comentários:

*CaRoL* disse...

Oiiii
Que legal vc me mandar essa receita!
Vou testá-la e depois te falo.
Beijos.

Geovana disse...

oi querida eu ja tinha recebido este email sobre os absorventes, achei muito interessante, mas fazer o que né temos que usar, o interno uma vez ou duas experimentei mas nao gostei nao, entao so uso o externo, acho que certa estavam a nossa avó hehehe, que usava paninho...como esta a Samantha deve estar cada vez mais linda e fofa..bjs

 

Eternamente Mãe | Desenvolvido por EMPORIUM DIGITAL